Reitora da UnB fala sobre situação financeira da UnB e corte de verbas para as universidades públicas

O papel do ensino superior público no desenvolvimento do Brasil e a conquista de uma educação básica de qualidade também foram temas discutidos na entrevista  

No 2022: O Brasil que Queremos do final de agosto, Isaac Roitman recebeu a reitora da Universidade de Brasília, Márcia Abrahão, para um bate-papo sobre a questão orçamentária da UnB e de universidades públicas e os impactos dessas reduções para o desenvolvimento das instituições de ensino superior do país. A convidada também falou sobre a importância de uma educação básica de qualidade para a sociedade.

“É uma tristeza o que estamos vendo acontecer na educação pública brasileira, com reduções drásticas de recursos”, questionou Abrahão, trazendo, também, informações sobre como a Universidade de Brasília tem enfrentado e administrado a crise de orçamento. “Nós, na UnB, estamos fazendo o que nós defendemos: priorizar, então, a área fim. Nós ampliamos em torno de 20% os recursos para ensino, pesquisa e extensão das unidades acadêmicas, apesar de termos tido uma redução de aproximadamente 40% do nosso orçamento, comparando 2016 com 2017 e, agora, com 2018. Ela também ressaltou que sua gestão tem priorizado a assistência estudantil. “Justamente porque temos que dar condições para o estudante permanecer na universidade”, disse.

Além disso, a reitora falou sobre as principais diretrizes para evitar mais retrocessos na educação. Uma delas é rever a Emenda Constitucional 95/2016, que limita por 20 anos os gastos públicos. “Não podemos continuar sufocando as universidades dessa maneira. Também temos que trabalhar para que o orçamento das universidades seja desvinculado de governos”, defendeu.

O programa traz, todas as quintas-feiras, às 22h, na TV SUPREN, canal 2 da NET em Brasília, entrevistas exclusivas com diferentes convidados para falar sobre diversos temas, entre eles: educação, economia, saúde, meio ambiente, entre outros.

Deixe um comentário