Introdução de “AS CAUSAS DA MISÉRIA E SUA SUPERAÇÃO – Reflexões”

Introdução do livro “As Causas da Miséria e sua Superação” de Ulisses Riedel. 2011, Editora União Planetária. 

 

No atual contexto histórico planetário, não há nada mais importante para a humanidade do que o atendimento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio – as Metas do Milênio –  em todos os níveis: municipal, regional, nacional e mundial. Nada é mais importante para o mundo do que termos uma humanidade sem os dramas da fome, da miséria, do analfabetismo, da mortalidade infantil e das gestantes, das doenças endêmicas, da destruição da natureza, da falta de solidariedade e da falta de retos meios de vida.

O atendimento destes objetivos é uma tarefa hercúlea, exigindo dedicação, estudo,  planejamento, aprofundamento, pesquisa e esforço.

Assim sendo, todos os esforços devem ser devotados ao alcance das Metas do Milênio como um passo decisivo para alcançar a justiça social, a plenitude da fraternidade humana e da felicidade. Com justiça social o paraíso é aqui mesmo, na Terra.

A tarefa é tão gigantesca, o desafio é tão significativo, que para ser efetivamente realizado depende de que toda a sociedade se mobilize e que o Governo Federal, os Governos Estaduais e Municipais, entidades públicas e privadas, associações de classes, Universidades, a sociedade civil organizada (ONGs, OSCIPS), de uma forma geral, coloquem apoio político e recursos para a sua difusão, promoção e fortalecimento: cartazes, folders, vídeos, realização de evento (encontros, seminários, shows, palestras públicas, etc) e que desenvolvam projetos específicos em suas áreas de ação.

Com uma atuação forte de todos os setores da sociedade poder-se-á realizar um ambicioso trabalho para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, em sua plenitude. 

Sendo o primeiro ODM “erradicação da fome e a miséria”, resolvemos pensar com maior profundidade sobre esta questão, buscando investigar e encontrar as raízes/ causas que provocam a fome e a miséria. Como conseqüência desta investigação, elaborei este livro, onde também apresento um projeto-proposta de ações concretas que poderão contribuir para a erradicação da fome e da miséria. 

Considero que a elevação ética da humanidade é imprescindível para a total erradicação da miséria humana, que é fruto mais da miséria moral do que de dificuldades materiais.  Não basta atuar  no efeito, mas é necessário 

ir às raízes dos problemas para encontrar a real solução, como bem explicita a seguinte estória: 

Dois amigos estavam juntos a beira de um caudaloso rio, debaixo de uma frondosa árvore, conversando amigavelmente, quando perceberam uma criança se debatendo na correnteza. Instintivamente se jogaram na água e com grande emoção a salvaram. Nesse instante perceberam que havia uma segunda criança sendo arrastada pela correnteza. Com a mesma presteza, jogaram-se no rio e foram buscá-la, salvando-a também. Emocionados e apreensivos olharam novamente para o rio e, perplexos, perceberam que milhares de crianças eram arrastadas, debatendo-se na correnteza. Um dos amigos disse com vigor: “Vamos, vamos salvá-las” e o segundo prontamente respondeu: “Não! Não, vá você. Alguém tem que tentar salvá-las. Eu vou rio acima. Quero ver quem está jogando essas crianças no rio e atuar para impedir que isso aconteça”.

Salvar todas as pessoas que são jogadas no “rio do abandono” é uma atitude valiosa. Contudo, fundamental mesmo é ir às causas e criar condições para que o abandono e a miséria não possam mais germinar em nossa pátria.

Ir às causas da miséria para encontrar a sua superação demanda um profundo mergulho em muitas questões, destacando-se uma crítica lúcida e sincera ao tipo de sistema social, político e econômico que, no mundo inteiro, organiza a sociedade de uma forma estruturalmente injusta e desigual, provocando a miséria de milhões de pessoas em meio a pequenas ilhas de luxo e discriminação social. Esta organização social, política, econômica se apóia em uma mistificação cultural e ideológica. Por isso, se torna necessária uma correta percepção filosófica da existência humana.

O principal objetivo da União Planetária – entidade civil sem fins lucrativos, qualificada pelo Ministério da Justiça como uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público – OSCIP –  é a defesa dos ideais das Nações Unidas de fraternidade universal, de paz mundial, de justiça social, o que implica em trabalhar pelo fim da miséria e de todos os males sociais. 

Sob o lema “não há ideologia superior à solidariedade”, a União Planetária tem como um de seus princípios básicos a essencial mudança de paradigmas para a construção de uma sociedade livre, igualitária e fraterna. 

Em cumprimento a sua missão, e por força das parcerias estabelecidas com UNITED NATIONS – UN Nova York e com a ONU/PNUD Brasil, para a divulgação dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio – ODM, e como Secretaria Executiva do Movimento “Nós Podemos Brasília”, a União Planetária vem promovendo estudos e reflexões sobre a miséria humana e a sua superação.  Tem realizado encontros – reuniões, seminários, conferências e fóruns em Universidades – envolvendo instituições públicas, religiosas e entidades civis diversas, como também  tem produzido programas para televisão abordando a questão  dos Objetivos do Milênio, especialmente  ao ODM número UM, que trata da Erradicação da Fome e da Miséria. 

Nestas reflexões considero que, mesmo sendo o mais importante a reta visão filosófica das raízes da miséria, é  fundamental e urgente que se adote medidas efetivas e concretas,  de aplicação imediata e  urgente.

Assim, em primeiro lugar dou destaque a uma reflexão propositiva, de aplicação imediata, apontando a seguir uma percepção sobre a erradicação definitiva da miséria.

A erradicação da miséria é examinada dentro de uma visão transdisciplinar, na qual os desafios sociais e os temas ligados a estes problemas se intercalam, havendo assim, naturalmente, alguns reforços de conceitos.

É certo que muitos, envolvidos pelo ritmo que o modelo atual de vida se nos impõe, não dispõem de tempo para se dedicarem a reflexões – apesar de serem de extrema importância.  Por isto, procuro apresentar um estudo de forma sintética, tanto para as propostas objetivas, quanto para os aspectos filosóficos inerentes à mudança de paradigmas que possam assegurar a erradicação da miséria em nosso país, quem sabe em nosso planeta.

Deixe um comentário