2022: DIÁLOGOS DO APRENDIZADO

O programa 2022: O Brasil que Queremos vai ao ar toda quinta-feira, às 22h, na TV SUPREN, canal 2 da NET em Brasília

Em outubro de 2019, o programa 2022: O Brasil que queremos contou com a presença de três convidados: o professor Carlos Eduardo Tosta da Silva, professor emérito da Universidade de Brasília; o João Marcelo Marques da Cunha, estudante de Ciências Sociais e líder estudantil; e o professor Mário Lima Brasil, professor de música da UnB.

O professor e imunologista Carlos Eduardo Tosta falou sobre a metaenergia e sobre como o amor e a compaixão influenciam o bem estar. “Estamos vivendo num ambiente global e local de muito pessimismo… e como reagir com mensagem otimista? O grande psicanalista austríaco Carl Jung nos dá uma pista em dois diálogos. No primeiro diálogo chegam para ele e dizem: “Carl! Aconteceu uma coisa ótima!” e ele responde: “Olha, vamos tentar reagir a isso. Vamos unir nossos esforços, talvez isso melhore” e o interlocutor não entende nada. No outro diálogo, o interlocutor diz: “Carl! Aconteceu uma coisa horrível!” e ele responde: “Que bom! Vamos comemorar! Vamos abrir uma garrafa de vinho!… É uma lição muito grande. É da adversidade e do sofrimento que nós achamos força para crescer.”, explicou. 

A entrevista com João Marcelo Marques da Cunha começou com um pouco sobre a sua formação no ensino básico e no ensino superior, seguindo para seu trabalho como representante estudantil. “É importante que os estudantes vão onde o povo está, parafraseando o poeta, no sentido de convencê-los que o imposto que ele paga, parte dele, é bem aplicado na universidade. E, convencendo a sociedade, buscar o parlamento, … fazer a crítica aos governos que sub-financiam a educação”, defendeu. 

Já a entrevista com Mário Lima Brasil, professor de música, foi focada nos estudos quânticos da música e no uso da música como ferramenta de cura. O programa de extensão de música e neurociência vem trabalhando a junção e as semelhanças da música e da ciência. “Existe uma parte mais, digamos assim, mais leve… e uma parte mais dura, que tem a ver com a ciência e a matemática. Nós estamos ligados a essa parte mais dura. A mecânica quântica tem uma série de parâmetros, uma série de diretrizes, uma série de leis e nós estamos exatamente se utilizando destas leis para trabalhar a música”, revelou. 

Para assistir às entrevistas na íntegra, acesse o canal da TV SUPREN no YouTube: TVSuprenBrasília, ou na Aba “Videoteca”, deste site. Todo mês novas participações e novos temas são disponibilizados. Acompanhe-nos online e fique por dentro das novidades do programa 2022: O Brasil que Queremos.

Deixe um comentário